O Cliente de Agência de Propaganda

Citação

Arrumando os arquivos antigos no meu baú virtual (também conhecido por computador), acabei achando esta “pérola”, que deve ter chegado em minhas mãos na década de 90, quando eu ainda trabalhava em agência de propaganda.

Continua atual e vale a leitura!

Quem trabalha em agência de propaganda, principalmente criação ou atendimento, sabe como é difícil depender da aprovação do Cliente, seja por incompreensão, divergência de idéias, ou até estupidez mesmo.

O que ninguém sabe, entretanto, é que O Cliente Da Agência de Propaganda é assim o tempo todo. A culpa não é dele, é da natureza. Se serve de consolo para você, publicitário, muita gente por aí também tem que passar por estes desprazeres diariamente. Olha só:

No médico:

O Cliente Da Agência De Propaganda chega ao consultório do médico especialista e diz: “Doutor, arranque fora meu fígado. Ele tá doendo muito.”

O médico especialista o examina e diz que vai lhe receitar um remédio.

“De jeito nenhum, diz o Cliente Da Agência de Propaganda. Remédio demora. Quero que o meu problema seja resolvido de uma hora para outra”.

“Mas eu não posso resolver seu problema simplesmente extraindo seu fígado”, argumenta o médico especialista.

“Pode sim, retruca o Cliente Da Agência De Propaganda. Eu entendo desse negócio, ele é meu. E sou eu que estou pagando”.

Na boutique:

O Cliente Da Agência De Propaganda volta à loja chique do shopping, onde comprara uma calça. Ele deseja trocá-la por outro modelo e explica o motivo à vendedora balzaquiana gostosa: “Ninguém lá em casa gostou. Eles pediram outra opção.”

A vendedora balzaquiana gostosa traz outro modelo. “Olhe
este. É moderno, levemente ousado e dinâmico, não acha?”

O Cliente Da Agência De Propaganda veste a calça e sorri amarelo. Pede licença e sai. Volta depois, cabisbaixo. “Bem, o pessoal lá de casa gostou. Mas a
minha namorada fez umas ponderações. Ela disse que eu não posso arriscar
minha imagem de líder. Que tal algo menos inovador?”

A vendedora gostosa balzaquiana volta com uma calça jeans.

“Agora sim”, comemora o Cliente Da Agência De Propaganda. E sai novamente. Passam-se alguns minutos.

Finalmente o Cliente Da Agência De Propaganda reaparece na loja chique do shopping. Antes que a vendedora balzaquiana gostosa tenha tempo de perguntar qualquer coisa, ele dispara: “Todo mundo aprovou! Só tem uma pendenciazinha: eles criticaram o custo. Será que não dá para fazer uma bermuda com a calça e cortar 50% do valor?”

Na lanchonete:

O Cliente Da Agência De Propaganda senta-se à mesa e pede ao garçom com dez anos de casa: “Uma esfiha e um suco de laranja”.

O garçom com dez anos de casa anota e volta logo depois com o pedido do cliente, mas com um detalhe: o prato e o copo são do mesmo conjunto e combinam com o canudinho e o guardanapeiro.

O dono experiente da lanchonete acredita que uma boa
apresentação favorece a aprovação do Cliente Da Agência De Propaganda
quanto à comida. Assim que é servido, o Cliente Da Agência De Propaganda
examina bem e diz ao garçom com dez anos de casa: “Não foi bem assim que eu
imaginei a esfiha. Faz o seguinte: leva tudo de volta e me traz uma coxinha
e uma água mineral”.

O garçom com dez anos de casa recolhe tudo. Logo em
seguida, retorna com o novo pedido. O Cliente Da Agência De Propaganda faz cara ruim. “Não sei, essa coxinha está meio sem molho.” “Se o senhor quiser, podemos experimentar uma versão com mostarda e catchup pelo mesmo preço.”

“Pode ser. Aliás, acho que você deveria ter me alertado sobre isso. Vocês,
hein? Só pensam em faturar às minhas custas. Bom, já que está em cima da
hora, vamos fazer assim: eu não vou beber nada. Mas dá para fazer a coxinha
maior?”

“Tudo bem, senhor. Temos uma coxinha maior que custa um pouco mais e…”

“Ah, não! Quebra meu galho, vai. Você tem que negociar o preço dessa
coxinha maior com o dono do bar. Eu não tenho verba, não tenho, você não
entendeu?”

Na locadora de vídeo:

O Cliente Da Agência De Propaganda entra na locadora de vídeo e pede ao jovem atendente da locadora: “Eu gostaria de assistir a um bom filme. O que
você sugere?”

O jovem atendente da locadora faz, então, breves perguntas a respeito das preferências do Cliente Da Agência De Propaganda, para compreender melhor seus desejos e necessidades. A conclusão é que o Cliente Da Agência De Propaganda quer um filme de aventura com muita ação, mas que tenha também um pouco de romance, sem cenas picantes, uma boa dose de comédia e uma pitada de ficção científica, com atores famosos, novos talentos, um bom diretor.

E que possa ser indicado para toda a família. Afinal, o Cliente Da Agência De Propaganda quer agradar todo mundo. O jovem atendente da locadora sugere De Volta para o Futuro. “Me conta o filme. Todinho.” – pede o Cliente Da Agência De Propaganda.

Após contar todo o filme, o jovem atendente da locadora já está entregando a fita, devidamente embalada na sacolinha. “E então? Muito bom, hein? Exatamente o que senhor pediu.” O Cliente Da Agência De Propaganda pensa um pouco e responde: “Eu quase gostei. Talvez fosse melhor se o jovem Marty seguisse o conselho do Dr.. Brown e não salvasse o próprio pai do atropelamento, para não alterar o futuro. Faz o seguinte: me dá aí As Aventuras de Simbad, que todo mundo já viu e gostou. Assim eu não corro risco.”

Na pizzaria:

O Cliente Da Agência De Propaganda entra numa pizzaria e diz à moça
balconista da pizzaria: “Moça, há pouco eu pedi por telefone duas pizzas:
uma de aliche e outra de calabreza. Eu gostaria de devolvê-las.”

“Porquê, senhor, algum problema?” “Veja bem, senhorita: eu queria uma pizza, mas não dava conta de comê-la sozinho. Mesmo assim encomendei uma a vocês, apenas para mostrá-la à minha família, tentando convencê-los a dividir a pizza e o pagamento comigo. Entretanto, havia um problema: minha mulher gosta de aliche, mas meu filho prefere calabreza. Então pedi uma de cada.

Mesmo aprovando a iniciativa e elogiando o aroma das pizzas, infelizmente eles estavam sem dinheiro e não puderam concretizar esta parceria comigo. Sendo assim, eu também fiquei sem comer a pizza. Por isso quero devolvê-las.”

“Senhor, não podemos aceitá-las de volta. O senhor pediu…”

“Pedi, mas não usei, quero dizer, não comi. E como não comi, não acho que tenho que pagar. Mas quero deixar bem claro que elas me parecem de excelente qualidade e que, assim que eu tiver recursos disponíveis, entrarei em contato com vocês e encomendarei novamente essas belíssimas pizzas de aliche e calabreza.”

Outra versão da Pizzaria:

Um possível cliente liga pra pedir uma pizza. Do que não se sabe, ele só a quer porque todo mundo que ele conhece tem uma. E avisa que pediu a mesma pizza pra 5 outras pizzarias e só pagará a que gostar mais;

No meio do trabalho, ele pede pra você mandar uma prévia de como ela está para sua aprovação. Depois de receber a pré-pizza, pede “uma alteraçãozinha”, substituindo a mussarela amarela por verde, porque ele gosta mais de verde. Isso faz com que você tenha de jogar a pizza antiga fora e produzir uma nova que, além de dar mais trabalho, ficará de gosto duvidoso;

O cliente pede 500 pizzas a serem feitas em 15 minutos, pois ele está com uma festa para começar e só lembrou de ligar agora. Você destaca seus melhores pizzaiolos pra atender a esse pedido urgente e deixa as pizzas dos outros de lado, o que faz com que todos eles reclamem do atraso. Após produzir quase todas as pizzas, ele liga avisando que não precisa mais de pressa porque errou o prazo. Na verdade, você tinha 4 horas;

Outro pede uma pizza incrementada e não entende como se pode cobrar tão caro por ela, sendo que o boteco da esquina faz por bem menos. Ou diz que o sobrinho faz melhor por um décimo do preço que você pede (ele usa uma pizza semi-pronta comprada no Carrefour);

O cliente pede todos os ingredientes do seu estoque, pois acha que isso fará a pizza mais atrativa. Mesmo assim você faz um bom trabalho, mas ele reclama que não tem garfo e faca em casa, por isso não consegue comê-la.

Na concessionária:

“Por favor – pede o Cliente Da Agência De Propaganda ao alinhado vendedor de carros da agência de veículos semi-novos – eu gostaria de comprar um carro que deixasse todo mundo encantado comigo.”

“Pois não, senhor. Eu recomendo este BMW aqui. Ele foi projetado pelos melhores designers, desenvolvido pelos melhores engenheiros e produzido por uma das melhores montadoras do mundo.”

“Perfeito. Quanto?”

“Custa a bagatela de X.”

“Como? – começou a bufar o Cliente Da Agência De Propaganda – Você está pensando que dinheiro é capim? Vamos dar um jeito de cortar estes custos. Primeiro: os faróis. Para quê quatro? Bastam dois. E estes pneus largos? Com pneus mais finos o carro anda do mesmo jeito. Bancos de couro: qual o problema com o tecido comum? Pode trocar. Deixa eu ver o quê mais. Ah, o motor. Troque-o por um 1.0, que é mais econômico. E já que vai trocar o motor, tira os freios ABS, agora não precisa mais deles. Vidro, retrovisor e trava elétricos são caprichos à toa. Pode ser tudo manual mesmo. E em vez de pintura metálica, o carro pode ser branco, que está na moda. Anotou tudo? E não se esqueça de aumentar o logotipo BMW na frente e atrás. Afinal de contas, todo mundo tem que ver que é um BMW, não é mesmo?”

Ligando de volta para a pizzaria:

“Alô. Oi, aqui é o Cliente que devolveu duas pizzas outro dia. Olha, eu arranjei uns amigos para dividir a conta comigo. Então, pode mandar entregar aquele pedido. Ah, só uma alteraçãozinha: dessa vez mande uma Quatro Queijos e a outra Portuguesa. E eu quero ver tudo antes de mostrar para eles”.

Lens & Minarelli lança seu novo site

Após mudar sua logomarca e programação visual ao longo de 2014, a empresa lança agora seu novo site, com qualidades que vão além de um novo visual. A navegação foi planejada para ser mais rápida e intuitiva. E, mais importante, o site conta com o tecnologia “responsiva”, que proporciona o acesso em diferentes formatos, adequados ao tipo de dispositivo que você estiver utilizando: computador, smartphone ou tablet.

Para conhecer, acesse www.lensminarelli.com.br

Captura de Tela 2015-01-25 às 11.15.35

Urban View recebeu o autor do livro ‘Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes’

As grandes cidades estão fadadas à falência ou há formas de transformar o rumo do crescimento urbano? No último dia 16 de abril eu entrevistei no Urban View  o arquiteto e urbanista Carlos Leite, autor do livro ‘Cidades Sustentáveis, Cidades Inteligentes’. Ele  mostrou como funciona a relação os diferentes atores que fazem uma cidade crescer. A entrevista foi muito boa e, se você quiser assistir, utlilize este link: http://migre.me/ekOg3

Autor do livro "Cidades Inteligentes, Cidades Sustentáveis"

Bom exemplo de como fazer de um limão uma limonada

Adoro quando um cliente assume uma falha e, ainda por cima, trata com bom humor a questão. Sem “comunicados oficiais”, nem tom solene, muito menos ainda discurso vazio, a empresa vai lá e fala com você como se fosse um amigo dizendo “cara, foi mal, pisei na bola”….

Ótimo exemplo é este e-mai, que recebi da SOAP, empresa que já admiro pela qualidade da comunicação (e olha que eles fazem B2B!), sua leveza e descontração.

Exemplo de como comunicar bem uma falha. Assuma!

Exemplo de como comunicar bem uma falha. Assuma!

No ar, a nova página empresarial da Lens & Minarelli

Intensificando a estratégia de forte presença nas mídias sociais para compartilhar seu conteúdo nas áreas de Outplacement, Gestão de Carreira, Empregabilidade e Networking, foi lançada nesta semana a nova página Empresarial da Lens & MInarelli no Linkedin. A agência Felici Designers foi responsável pelo conteúdo visual e também pelas peças de divulgação, como o e-mail marketing abaixo.

E-Mail Marketing divulgando a nova página no Linkedin

III Fórum Internacional ABANET – Estarei lá!

“O consumidor social participando e co-criando marcas e produtos”

No próximo dia 08 de novembro de 2012, em São Paulo, vai acontecer o  Fórum Internacional ABANET, com um olhar para o futuro próximo, apresentando e discutindo algumas tendências em comportamento e conexão com consumidores, buscando auxiliar os profissionais de comunicação, mídia e planejamento a re-pensar suas estratégias de comunicação e marketing digital.

Com patrocínio do meu cliente Lens & Minarelli, estarei lá para ver como as tecnologias digitais estão modificando a forma com que nos comunicamos, interagimos e consumimos produtos e serviços, o que gera grandes implicações  nas estratégias de marketing e mídia.

O ABANET 2012 incluirá a colaboração entre ABA e IAB Brasil na busca de entendimento do marketing digital e de aumento do investimento nessa plataforma.

Evento da ABA vai discutir Social Commerce e tendências

Programa

08:45/09:00

Abertura

  • Alexandre Waclawovsky, Gerente de Marketing Innovation LA&C da Diageo e VP do Comitê de Mídia da ABA.

09:00/10:45

Social Consumer: o consumidor conectado, oportunidades de geração, exploração e divulgação de conteúdo.

  • Keynote Speaker: René Retchman, AOL Advertising.com Group International, CEO goviral and SVP e palestrante de Cannes Lions 2012.
  • Facebook. Debatedor: Alexandre Waclawovsky, Gerente de Marketing Innovation LA&C da Diageo e VP do Comitê de Mídia da ABA.

10:45 /11:00 –  Break

11:00 / 12:30

Crowdsourcing – como navegar na era da co-criação?

O conceito de co-criação é cada vez mais adotado por anunciantes, apontando o que funciona e como ter melhores resultados.

  • Keynote Speaker:  François Pètavy, CEO eYeka – “Do it with them, not for them: reinventing innovation and marketing through co-creation”.
  • Crowdfunding – sempre funciona.  Queremos.com. (20min)

Debatedor: TBD.

14:00 /15:50

O consumidor e as oportunidades digitais: tudo o que você está deixando de aproveitar

Lançamento da Agenda ABA & IAB de marketing digital. As novas ferramentas de interação com consumidores, melhorando experiências de marca, maximizando oportunidades de vendas e mensurando resultados.

  • Linkedin – O poder dos Dados, Osvaldo Barbosa.
  • Google – Eficiência da Mídia.
  • IAB – Novos formatos rich media. Aunica, Roberto Eckersdorff
  • Mobile/F.Biz: Marcelo Castelo, sócio diretor.

Debatedora: Alessandra Corrêa, Gerente de Mídia da Amil.

16:10/17:50

Tendências e evoluções na conexão com consumidores

O que esperar dos próximos 12 meses no comportamento do consumidor, adoção de novas mídias e maneiras de se relacionar com marcas e serviços.

  • LiveAd – Bottom up approach: Lucas Mello.
  • Trend Watching – grandes tendências.
  • VEVO – Fátima Pissarra, Brazil General Manager.
  • SmartTV: Luis Bianchi, Gerente de Marketing da Philips.

Debatedor: Milton Neto, Gerente Geral Smart TV América do Sul da LG.

Mais uma edição do programa Urban View nesta Terça

Todas as Terças, por volta do meio dia, entra ao vivo no ar o programa Urban View, uma produção do meu cliente Urban Systems, que tem apresentação minha e de Sandra Lanza.

Mail Marketing que divulga o programa

O programa é transmitido pela internet, ao vivo, através da AllTV – www.alltv.com.br

Para saber mais sobre esta edição, clique no link abaixo:

Boletim Semanal Urban Systems apresentando o programa

Para visualizar todos os Urban Views produzidos, acesse o canal http://www.urbansystems.com.br/urban-media

Nova edição da newsletter SBPNL

A estratégia adotada para a Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguistica é basicamente digital. Um de seus pilares é a criação de uma “comunidade” em torno do assunto, oferecendo conteúdos diversos em seu site e também através das redes sociais.

Hoje, qualquer um que pesquisar por “PNL” no Google, vai achar, tanto nos links patrocinados como no resultado de busca orgânica, a SBPNL sempre nas primeiras posições.

Uma das ferramentas que escolhi para manter este público informado é o envio de uma newsletter mensal, com novidades, calendário de cursos, artigos e muito mais. Por mais “tradicional” que esta ferramenta possa parecer, notei que, quando você lida com uma “comunidade”, interessada em determinado assunto, o envio periódico de informações faz, sim, muito sucesso.

O número de descadastramentos é irrisório e, melhor do que isso, o mecanismo “indique um amigo para receber esta newsletter funciona de forma muito eficaz, com o número de assinantes do mailing aumentando constantemente e organicamente.

Posto aqui a edição mais recente, de Setembro de 2012:

Newsletter SBPNL

Newsletter SBPNL – Setembro de 2012

As newsletters da SBPNL são elaboradas pela Felici Designers.

Urban Systems associa-se à BRA-IN Solution Developer

Mail marketing elaborado pela XY2 Agência Digital, divulgando o evento

Muito bom! Meu cliente #urbansystems agora faz parte de uma rede global multidiciplinar composta por um grupo de firmas internacionais líderes em suas áreas de atuação, focada no planejamento e estruturação, design, gerenciamento e implementação do habitat humano.

A apresentação mundial da BRA-IN vai acontecer dia 27 de agosto de 2012 / das 18 ás 20h, durante a 13ª Bienal de Arquitetura de Veneza, no terraço da Casa Museo dei Tre Oci, Fondamenta delle Zitelle 43, Giudecca!!

 

Clique aqui para ver o vídeo de apresentação da Bra-in

Primeiro dos sites das Empresas City entra no ar

Home do novo Portal, produzido pela ZPL Design

Mais um projeto de novo portal começa a tomar forma. Esta semana entrou no ar o site do meu Cliente Empresas City – www.empresascity.com.br

É apenas o primeiro de uma série de cinco sites no total. Ainda virão os sites da Intercity, Concrecity, Usicity e ServCity.


 Parte da nova “home” do site Empresas City
Ele é o resultado prático de um projeto de comunicação que desenvolvi para o então Grupo City.

Quando fui chamado no cliente, existiam três sites no ar, em endereços diferentes. Minha proposta foi aproveitar a sinergia entre as três empresas então existentes – pisos intertravados / guias, concreto e asfalto – para ganhar maior “musculatura” e presença no mercado.

Afinal, as três empresas tinham o mesmo público-alvo: o setor da construção civil, mas agiam de forma totalmente independente, cada uma com seu site e programação visual.
Daí sugeri a criação das Empresas City, holding que reuniu estas empresas e ainda adicionou uma quarta, a Servcity, após uma análise de mercado que mostrou a potencialidade de agregar prestação de serviços ao fornecimento de pisos, blocos, guias, concreto e asfalto.

O site que entrou no agora será o endereço único de todas as empresas do grupo. Através dele o interessado poderá acessar o site de cada empresa, com conteúdo adequado ao seu interesse. Daí a estratégia de colocar, como destaque na “home”, a pergunta “o que você deseja”. Ao mesmo tempo que facilita o acesso ao conteúdo de interesse, mostra ao usuário todos os produtos e serviços oferecidos pelo Grupo.

Nova logomarca, com inclusão do selo de 10 Anos

 

A parte de desenvolvimento vem sendo conduzida pela ZPL Design – www.zpl.com.br – que agora está empenhada na conclusão dos demais sites, que deverão entrar paulatinamente no ar até final de Setembro de 2012. A ZPL também foi responsável por toda a nova programação visual do grupo, trabalho que antecedeu os sites e já está implantado.